Nível A

Vídeo da Rua Sésamo sobre antónimos (opostos)

Gualter: ... então que um monstro giro, peludo como eu ia gostar de cantar?

Becas: Oh, é uma ótima canção, Gualter. É muito divertida, faz o oposto de tudo o que eu fizer. É como um jogo.

Gualter:  Ah, e eu adoro jogos musicais!

Becas: Muito bem, cá vamos nós. Faz o oposto. Esta caixa está vazia.

Gualter:  Oh, já percebi. Esta caixa está cheia.

Becas: Muito bem, Gualter. A minha é fácil de empurrar.

Gualter:  E a minha é difícil de puxar... Estou aqui em baixo.

Becas: E eu aqui em cima. Olá, Gualter! Eu estou parado.

Gualter:  Eu vou correr até ficar cansado...

Becas: O meu brinquedo está inteiro.

Gualter:  O meu está partido em dois.

Becas: Tenho imensas bolachas.

Gualter:  E eu tenho poucas...

Becas: ‘Tou quente e seco.

Gualter:  Eu estou todo molhado...

Becas: Sinto-me mesmo bem!

Gualter:  Eu não estou a sentir-me nada bem, bolas...

Becas: Desculpa, Gualter, só mais um. Esta pena é leve.

Gualter:  Este sofá pesa uma tonelada...

Becas: Os opostos não são tão giros?

Gualter:  Não os acho assim tão giros...

Becas: Eu estou a deslizar.

Gualter:  Enquanto eu tenho de trepar...

Becas: O jogo vai acabar...

Gualter:  Já estou farto de me cansar...

Becas: Agora vamos repetir! Vá lá, Gualter!

Oh, não!!!....

Uma entrevista na rádio com um especialista sobre o escritor Fernão Mendes Pinto com perguntas para responder com V ou F.

De acordo com a entrevista podemos dizer que: (V ou F) Corrija as falsas e justifique as verdadeiras.

1.  Ao longo das suas aventuras Fernão Mendes Pinto esteve preso.

2. De acordo com o entrevistador a obra de Peregrinação é muito conhecida.

3. Ao falarmos de F. Mendes Pinto podemos dizer que as opiniões divergem sobre ele.

4. O melhor do livro Peregrinação são as denúncias que o autor ali faz contra a atitude portuguesa no oriente.

5. Os grandes cronistas da história portuguesa sempre procuraram dignificar a atitude portuguesa no além-mar.

6. Tal como os outros F. Mendes Pinto oculta as dificuldades do dia-a-dia na expansão marítima portuguesa.

7. Fernão M. Pinto escreve a sua obra muito depois dos acontecimentos, já vivendo em Lisboa.

8. Poderíamos portanto dizer, que, de certa forma, a sua obra foi escrita já ele estando reformado.

9. F. Mendes Pinto obteve benefícios da Companhia de Jesus sem querer, simplesmente por ter sido amigo de S. Francisco Xavier.

10. Só depois de velho é que F. Mendes Pinto conheceu os filhos que tinha tido anteriormente.

Uma revisão do vocabulário da roupa para refrescar a memória dos alunos.

Um áudio divertido dos "Homem que mordeu o cão" sobre a Rinotilexomania.... com perguntas e transcrição.

Adivinha para cada desenho o provérbio que lhe corresponde

Provérbios A Preguiça

Subcategorías